sábado, 22 de junho de 2013

Roberto Gómez Bolaños é entrevistado por rádio mexicana e fala de boatos que surgiram sobre ele recentemente

     Na tarde desta quinta-feira, o jornalista Javier Solórzano, da Ultra Radio, do México, acabou por anunciar erroneamente em seu Twitter que o escritor Roberto Gómez Bolaños havia falecido. A repercussão foi imediata e logo o boato foi desmentido. Para reforçar que tudo não passava de um mal-entendido, Solórzano entrevistou Chespirito de forma exclusiva, em seu programa na Ultra.
     A respeito dos boatos, disse que já o “mataram” cerca de vinte vezes. Sobre sua saúde, o escritor afirmou que vai bem, apesar de não poder caminhar, nem ouvir direito, o que o impede de ir ao cinema e teatro, o que lhe dá “uma dor muito grande”.  Informou que vive em sua casa, em Cancún, com uma vista muito bonita, mas que quase não sai à rua.
    Perguntado sobre qual dos personagens que ele interpretou era seu preferido, ressaltou que tem um “carinho especial pelo Chaves, que me fez conhecido na América e em todo o mundo”. “Porém, eu atuando, me sentia feliz como o Chompiras, feliz da vida”, complementou.
Bolaños falou ainda sobre futebol e política. Disse que gostou muito de ver o América como campeão mexicano, porém acrescentou que lhe “molesta como vai o México nas eliminatórias para o Mundial” e  que não gosta do futebol atual. Completou afirmando que nas últimas eleições mexicanas, votou em Josefina Vásquez-Mota, que perdeu para Enrique Peña Nieto, que governa o país desde então. E ressaltou que evidentemente, se deve apoiar o mandatário.
Confira a entrevista na íntegra abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=8MMce1RqWFI

via : Fórum Chaves

Nenhum comentário:

Postar um comentário