quarta-feira, 22 de maio de 2013

Curiosidades sobre Ramón Valdés, o Seu Madruga =)


“VÁ LER SOBRE SUA AVÓ!” kkkkkkk


( Ramón usava as mesmas roupas do seu Madruga, menos o chapéu )

Você é fã do “Chaves” e conhece tudo sobre Ramón Goméz Valdés, o seu Madruga? O site mexicano El instransigente listou as maiores curiosidades do ator, morto em 1988 após um avanço de um câncer no pulmão devido ao uso de cigarro.
Conheça as curiosidades ainda não reveladas sobre a vida de Ramón:


                                                                         Trabalhos
Ramón é visto pelos fãs brasileiros nos seriados “Chaves” e “Chapolin”, exibidos pelo SBT. O ator, no entanto, já atuou em mais de 50 filmes, entre os mais famosos, “Calabacitas Tiernas” (1948), “El Rey del Barrio” (1949) e “Soy Charro de Levita” (1949).

Valdés começou sua carreira junto com os irmãos Manuel e Germán no cinema. Em 1968, ele foi convidado por Roberto Gómez Bolaños, o Chaves, para atuar em uma nova atração que se tornaria uma série de sucesso em todo o mundo.

Em 1979, após Florinda Meza, a dona Florinda, assumir um importante cargo na direção do “Chaves”, Ramón decidiu deixar o elenco e foi trabalhar com Carlos Villagrán em outro programa de televisão. Villagrán, o Kiko, também havia saído do elenco da série após divergências com o criador.

A saída do “seu Madruga” do elenco do “Chaves” durou apenas dois anos. Em 1981, Ramón voltava a trabalhar com Bolaños, após inúmeros convites para voltar ao seriado.

                                                              
                                                                       Vida pessoal
Ramón veio de uma família de artistas. Seus irmãos eram atores e também atuavam em vários filmes. Apesar de ser chamado de feio pelos personagens do “Chaves”, ele foi considerado um eterno galã, chegando a dizer que seu maior vício, depois do cigarro, eram as mulheres.

O ator foi casado três vezes e teve dez filhos e, apesar da fama, ele sempre se vestiu de forma simples. As roupas do seu Madruga eram as mesmas usadas por Ramón, que quando chegava aos estúdios da Televisa, colocava apenas o chapéu do pai da Chiquinha.

Apesar da simplicidade e humildade, Valdés tinha moral nos bastidores da Televisa. Um dos donos da emissora vivia dizendo que o cigarro era proibido por lá, mas o ator nunca foi impedido de fumar nos intervalos das gravações.


                                                                 Doença e morte
Em 1987, Ramón já sofria com câncer no estômago e na medula. Fraco, ele foi diagnosticado com outro câncer, este no pulmão. Após meses de internação, o ator faleceu aos 64 anos de idade. Durante o funeral, Angelines Fernández, a dona Clotilde, permaneceu ao lado do caixão por horas.

Valdés era fumante ativo e não largava o cigarro nem mesmo no hospital. O ator era conhecido pelos seus colegas de trabalho como uma pessoa de personalidade forte, porém muito engraçado e atencioso.

Via: rd1.ig.com.br / El instransigente

Nenhum comentário:

Postar um comentário